Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primavera

Na copa de uma frondosa árvore
Vira e mexe tem um bem-te-vi
Que denuncia com o seu canto
O que está ao seu alcance.

E lá na várzea cultivada
Próximo ao ribeiro das águas
A primavera desabrochou
Ressurgindo como uma dádiva
E oferecendo-se sem pudor.

Aos olhos dos simples mortais
Suas cores encantou.
As abelhas e os colibris,
saciaram-se sem temor.

Os seus óvulos foram espalhados
Pelo vento e pêlos pássaros
Uns caíram pelo caminho
E foram logo carregados.
Outros caíram em solo estéril
E logo foram sufocados.
Mas alguns caíram em terra boa
E perpetuaram a sua coroa.
Antonio Sergipano
Enviado por Antonio Sergipano em 03/10/2007
Código do texto: T678286
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Sergipano
Aracaju - Sergipe - Brasil
413 textos (99562 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:09)
Antonio Sergipano