Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Judeu Iluminista

Não impeça o dia da festa
O Reich engola nossas almas austríacas
E os corpos massificam a Grande Alemanha polonesa
Não entendo meu caminho de curta história

Vamos! Rumo ao forno, ponto de desequilíbrio
Pelo trem da morte para estações de gás
Meus devaneios não se encaixam na realidade atual
Olhos que parecem enxergar o inferno, famintos, solidão... semitas

O fogo queima o pouco que resta da esperança
Choros não refrescam o corpo dilacerado
O espirito faz caridade com meus movimentos
Ursinhos coloridos me dizem adeus no piso da separação

Multidões me olham com olhos vazios
É preconceito... talvez medo... o Führer alemão...
Para o italiano, a tríplice aliança... o mesmo problema judeu
Fechei meu livro de Voltaire, senti o choro do Iluminista

A Fraternidade humana não aquece o coração racista
A Igualdade é lenda no mundo dos trevas nazistas
A Liberdade se resume a um quarto escravo
Os russos são judeus... me disseram adeus...
Pássaro das Palavras
Enviado por Pássaro das Palavras em 13/10/2007
Código do texto: T693228

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pássaro das Palavras
Piracicaba - São Paulo - Brasil, 31 anos
167 textos (6163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:24)
Pássaro das Palavras