Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Pespontei em pontos, o rasgo

Da vela jangadeira,enquanto

O vento sudoeste castigava

As costas salinas.

 

A água azul, em camadas

De escamas, desenhava

Teu  rosto moreno de menina

Em fragmentos de pontas cristalinas

 

Bela canção dos solitários

Musica muda de notas frágeis

Que na sua suavidade,reclama

O dedilhar das saudades.

 

Jangada em quilha,rasga

O seio do mar bravio, na busca

do atol no sol,na virada do vento

mormaço, a procura da bela

dos meus olhos chorados.

 

demetrioluzartes
Enviado por demetrioluzartes em 15/10/2007
Reeditado em 15/10/2007
Código do texto: T695578

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (demetrio luzart). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
demetrioluzartes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
979 textos (36488 leituras)
12 áudios (773 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:17)
demetrioluzartes