Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARTÍRIO

Ao longo da estrada deserta
A pombinha caminha incerta
Deixando seus rastros no chão;
Desgarrada da sorte cambaleia
Com as asas arrastando na areia
Trilhando os caminhos da solidão.

Segue frágil a pobre peregrina
Parecendo uma exótica dançarina
À procura de um barreiro qualquer;
Depois de vencer toda distância
Encontra um buraco sem substância,
Sem uma gota de água sequer.

Já cansada da longa caminhada
Tenta voar desenfreada
E cai com o bico aberto de sede;
Tão logo se vê perdida e desgraçada
Entre os garranchos, embaraçada
Como um peixe dentro da rede!

Se bate desnuda e ensangüentada
Manchando de sangue a garranchada
Sem a mínima chance de salvação;
Num instante silenciosa e desvanecida
Se entrega ao martírio por vencida
Parando de bater seu coração.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 24/10/2007
Código do texto: T708013

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1128 textos (33115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 06:52)
Carlos Melgaço