Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHANDO

Parece que o mundo desaba
caindo todo em cima de mim,
sem ter o cheiro da goiaba
e nem a doçura do pudim.

Como se num mar uma vaga
tivesse chegando ao fim,
como as luzes que se apaga
sobre a cidade de Turim.

Igual a poeira da estrada
que mata devagar o jardim,
não tem o silêncio da madrugada
e nem a carruagem de Aladim.

Sinto que toda a vida esmaga
não poupa, nem rosa e nem jasmim,
vejo a fúria de uma adaga
nos fortes punhos de Rasputim.

Naquela lagoa prateada
estava lutando com surubim,
vi Gengis Khan em gargalhada
me chamando de mandarim.

Mas os sinos daquela orada
trouxe-me de volta ao camarim
a minha gatinha folgada
dormia, em cima do meu rim.
GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 08/11/2007
Reeditado em 05/03/2009
Código do texto: T728457
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2597 textos (229939 leituras)
31 e-livros (2314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:54)
GIL DE OLIVE