Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Suave Langor

Acordei de meu sonho pugnace,
Na doçura de um beijo desperta.
Raio de sol roçava-me a face,
Perceptibilidade entreaberta.

Veio junto suave langor,
De um frêmito fictício, o arremedo.
Um momento de alento e torpor,
Meus sentidos em doce folguedo.

Poeirinhas douradas no vento,
Sentimento singelo e de encanto.
De uma linda manhã o advento,
Canção de ninar e acalanto.
Magmah
Enviado por Magmah em 27/11/2007
Reeditado em 29/11/2007
Código do texto: T754859

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magmah
Montenegro - Rio Grande do Sul - Brasil
232 textos (5044 leituras)
6 e-livros (411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 19:22)
Magmah