Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor folião

O meu amor dilacerou,
embriagou-se na massa
e se uniformizou.

Encantado, sorriu a colombina
gracejou a bailarina,
e flertou com as ninfas.

Pressionado (o meu amor)
enfrentou as barbas de Netuno,
desafiou piratas,
e duelou com os cruzados

Ébrio e fugaz,
mediu a avenida
e pisou descompassado,
meio sem jeito.

Saiu a esmo
deslocado da folia
perdendo a fantasia

Conformado, meu amor,
abraçado ao banco
refugiou-se na Consolação.



Gustavo Naufal
Enviado por Gustavo Naufal em 25/02/2006
Código do texto: T115959

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gustavo Naufal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Naufal
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
71 textos (2030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:22)
Gustavo Naufal