Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGUA = TÂNIA AILENE

Água
Tânia Ailene

Que tudo limpa e transforma,
um coração doente à sangrar,
quase um grito de liberdade,
que de rios,  lagos,cachoeiras,
vem nos banhar.
Mata sede e desespero ausente,
de um chamado descrente.
Só quem nunca pensou as vezes,
que a desmedida ambição
fosse um dia acabar.
Lágrimas da natureza,
corrente de lamentações,
de um passado presente,
sem flores e cheiros a nos banhar.
Lava-se corpos e mentes,
transbordando sobre gentes,
sem respeito ao bem vivente.
Chamada de deusa incolor,
na destruição do homem,
não pensar no bem maior,
continua a esgotar.
Não vejo a curto prazo,
consciência e determinação,
Que dela cuide,
assim nos fazendo sonhar.
Com futuro digno e cristalino,
dos nossos rios e açudes,
tratados com amor:
Venha a nos salvar...

24/11/2005
Tânia Ailene
Rio de Janeiro
Brasil.
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 24/03/2006
Código do texto: T127634
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30277 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:56)
Tânia Ailene Nua Poesia