Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

12 de setembro

cheguei nesse dia de brilho e de flores
que a brisa ao sol da manhã coloriu
minha mãe só querendo pra mim os louvores
que a vida que teve não lhe permitiu

era a Primavera, lembrando Mangueira,
estação primeira de campos floridos
do jardim de cores sob a amendoeira
dos poucos amores que foram vividos

cresci e lutei e cheguei até aqui
chorei e amei, mas não sei se venci
mas me prometi não ter no que pensar

aliás, nada mais me prometo a não ser
o jeito discreto de sobreviver
enquanto o prazer não me abandonar


Rio, *12/09/2006

*aniversário do poeta
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 13/09/2006
Reeditado em 14/04/2008
Código do texto: T238933

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:46)