Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERO NASCER!

Sou tão frágil, sou um pequeno embrião.
Não me vês, não me sentes, porém,
carrego um poder maior do que o Perdão.

Não tenho forma, não tenho voz
mas escuta-me: tenho vida!
Dorme em mim os genes dos meus antepassados.
Está latente em mim a sabedoria de muitas gerações.

Quero nascer!
Para ter oportunidade de lutar pela paz
ou talvez para ser um grande cientista.

Quero nascer!
Para ter a chance de conhecer as flores,
os riachos, as estrelas...
Quero nascer!
E mesmo que não possa ver o dia,
ouvir as melodias, ou caminhar e correr,
quero aprender a lição que este mundo oferece.

Quero nascer!
Bonito ou não.
Louro ou de pele negra.
São ou doente.
Inteligente ou deficiente.
Filho de um magnata ou favelado.

Quero nascer, não por piedade,
mas por direito legítimo e por amor,
porque este planeta também é meu!

Quero nascer!
Mas ninguém percebe minha existência,
só tu, mamãe.
Por favor, salva-me daqueles gélidos e horrendos ferros.

Quero nascer!
Para tentar levar ao mundo uma esperança de luz
ou uma mensagem de amor,
ou nada disso,
apenas para viver.

Meu coraçãozinho já pulsa,
porque te amo, mamãe!

Rosa Dias
Enviado por Rosa Dias em 12/10/2006
Código do texto: T262946
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Dias
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 59 anos
39 textos (6702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:23)
Rosa Dias