Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ar

Ar, ar puro, livre,
Desembaraçado;
Pronto pra respirar
Bem fundo;

Pra deixar entrar gostoso
Suspirar, inspirar, aspirar;
Como se nunca dantes
Tivesse havido,
Sido possível.

Primeiro dia da alforria,
Da liberdade de ser,
De ouvir,
De sentir,
De querer e fazer.
De deixar ficar.

Do jeito que estiver,
Da forma simples
Direta,
Objetiva.
Ufa! Enfim só!

Tantos anos,
Tantos dramas,
Tantos gritos
Loucuras.

Machucando
O espírito indomado,
Postergando o dia
Da libertação

Agora o silêncio;
Das bocas,
Das almas,
Dos corpos,
Dos sentimentos
Mais profundos.

Da alegria,
Incontida,
Da tristeza
Deixada,
Abandonada.

Novos tempos,
Novas sensações,
Tudo de novo,
- Outra vez não!
Re-escrever,
Re-viver,
Re-sonhar,
Re-construir.
Guilherme Appel
Enviado por Guilherme Appel em 07/11/2006
Código do texto: T284361
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guilherme Appel
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
14 textos (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:18)
Guilherme Appel