Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bênçãos, Amada Santa Luzia... 

Meu olhar tão grato, o poema a ti o ver!
O caminho das lágrimas que vem do ser
Vertendo da fé, como chuva farta é crer,
Ser bênçãos pra terra, pra tudo vencer...

Se na seca te clamo na fartura te canto
Em preces te oro e bem digo ao sagrado
Vou ao teu encontro quando amargurado
Sigo-te na lida, em ti sou um abençoado!

Halos angélicos, aresta de meus sentidos,
Nas vozes dos tantos lamentos ouvidos
Por vós venerados bendizerem acolhidos.
Ave Maria, o clamor por muitos gemidos...

Oh! Santa Luzia te ornam andor a capela
Na procissão te velo, sou um peregrino...
E de pés descalços agradecendo destino
Bendigo os meus olhos o poder de vê-la!

Guiando os seus filhos ao seu santuário
Oh! Santa Luzia, meu viver em ti reluz!
No manto que cobre teu santo relicário
Rogo-te oh! Santa Luzia redime a cruz.

Luza mãe, da humanidade os corações,
E no véu dos olhares o calejar das mãos
Interceda oh virgem pela PAZ das nações
Clamam filhos de Mossoró todos irmãos!

Ninados ao som retinido do campanário
Mossoró em prece te festeja e te abraça
Os fiéis que a ti seguem, remindo fadário,
Vão agradecendo prodígio por toda praça!

“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
12/10/2006

SPVA-RN: Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN 
Vem abraçar a Capital Brasileira da Cultura  " MOSSORÓ"  RN


Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 28/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T304074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65340 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:27)
Deth Haak