Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Almas Farroupilhas

Ontem eu vi os fantasmas na pampa orvalhada
Eram guerreiros e lanças, farrapos farroupilhas
Traziam consigo, a bandeira do Rio Grande empunhada
Cavalgando rumo à aurora, levado por suas tropilhas...
~
São guapos forjados, por um sentimento de liberdade
Em suas trincheiras, foram como sementes jogadas ao chão
Que um dia germinaram com um sentimento de igualdade
Pois só conquista liberdade, quem tem coragem no coração...
~
Ontem eu vi os fantasmas na pampa orvalhada
E eles chimarreavam e cantavam sob a luz da fogueira
A poesia da fronteira, esparramada pela invernada
Composta das luzes, de verdadeiras almas guerreiras...
~
Gaúchos de fato, que sangraram no vermelho da bandeira
Que lutavam com pedras e boleadeiras, e punhos cerrados
E com seu sangue derramado, demarcavam nossa fronteira
Pois destes legalistas, queríamos nos ver então separados...
~
Foram negros, brancos e índios, que lutaram sem credo ou cor
Lutaram com fome, contra um imperialismo que escravizava
Era um exército de farrapos, em que a maior arma era o amor
Um amor que expandia em coragem, muito além de suas divisas...
~
Era a Republica Farroupilha, na quimera de um revolucionário
Que num dia 20 de setembro, abriu a porteira para sonhar
Hasteando uma bandeira tricolor, para estampar ha este cenário
Onde este povo heróico, nunca deixou por esta terra lutar...
~
Como o Barco de Garibaldi, que navegava no verde do campo
Um doce delírio, de quem posse nesta pampa a navegar
Guiados pelas estrelas, em noites carregadas de pirilampos
E caudilhos charruás, com tropas de xirús a comandar...
~
Ontem eu vi os fantasmas na pampa orvalhada
Eram as almas farroupilhas de homens que cruzam tempo
São as identidades das fronteiras, de nossa querência amada
São homens valentes, que o nome já fora levado com o vento...

Marco Ramos

Vocabulário:

Farroupilha : Indivíduo partidário da revolução de 1835.

Tropilha : Certo número de cavalos de pêlo igual, que geralmente acompanham uma égua madrinha, ou um comandante de tropas.

Guapo: Forte, vigoroso, valente, bravo.

Invernada: Grande extensão de campo cercado. Nas estâncias, geralmente, há diversas invernadas: para engordar, para cruzamento de raças, etc.

Legalista : relativo ao legalismo; pessoa que pugna pelo cumprimento, pela observância da lei. Na revolução farroupilha, assim eram conhecidos os soldados do governo imperial.

Caudilho : Chefe de bando ou partido político, que defende uma idéia. Cabo de guerra. Chefe. Condutor de povos.

Charrua: Indivíduo dos charruas, tribo indígena que habitava parte do território do RS. ( var. : charruá)

Querência : Lugar onde se nasceu e se criou, ou onde se acostumou a viver.

Sobre o tema:

No dia 20 de setembro, festeja-se no Rio Grande do Sul a Revolução Farroupilha, que eclodiu na noite de 19/09/1835, quando Bento Gonçalves avançou com cerca de 200 "farrapos" (ala dos exaltados, que queriam províncias mais autônomas, unidas por uma república mais flexível) sobre a capital Porto Alegre (que na época possuía cerca de 14 mil habitantes) pelo caminho da Azenha.  A revolta deveu-se em função dos elevados impostos cobrados no local de venda (normalmente outros Estados) sobre itens (animais, couro, charque e trigo)  produzidos nas estâncias do Estado. Charqueadores e estancieiros reclamavam, ainda, de outros impostos: sobre o sal importado e sobre a propriedade da terra. A revolução durou quase 10 anos, sem vencedor e vencido. O tratado de paz foi assinado em Ponche Verde, pelo barão Duque de Caxias e o general Davi Canabarro, em 28/02/1845.
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 22/07/2005
Código do texto: T36695
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
242 textos (16660 leituras)
5 áudios (355 audições)
3 e-livros (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:24)
Marco Ramos