Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHEIRO DE PAI

O meu tinha cheiro de madeira,
como José o pai de Jesus,
era marceneiro.
Que saudades...Em meus sonhos,
sinto o cheiro de madeira nobre.

Sinto o carinho doado.
A passada de mão na cabeça.
Os conselhos sempre sábios,
dados na hora certa.

Saudades da mão calejada,
segurando a minha na calçada,
nos passeios de domingo,
no bairro onde eu morava.

Saudades do amor sem limites.
Com tantos limites impostos.
Que mesmo questionando,
respeitei,
E fez de mim, a mulher forte de hoje.
Luiza Porto
Enviado por Luiza Porto em 27/07/2005
Código do texto: T38263
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Porto
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
468 textos (35408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:27)
Luiza Porto