Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


                                           *  M  Ú  S  I  C  A  *

                             (  22  NOVEMBRO,  DIA  DA  MÚSICA  )


                     Ecos  divinos  que  acalmam a  alma,
                    que  faz  o  coração  bater  descompassado,
                    trazendo  à  tona,  lembranças  do  passado,
                   fazendo  reviver,  a  face  do  ser  amado.

                  És  uma  eterna  sinfonia,
                  que  entra  no  peito  com  alegria,
                  trazendo  mais  cores  e  emoção,        
                  à  nossa  vida,  ao  nosso  coração.

                  Em  cada  instrumento,  um  som,
                  em  cada  som,  uma  melodia,
                 que  formam  uma  linda  orquestra,
                 que  tanto  alegra  os  nossos  dias.

                 Ser  músico,  é  nascer  com  um  dom,
                 é  espalhar  melodias  e  sons,
                 para  trazer  paz e  harmonia,
                em  gestos  de  amor  e  alegria.

                É  ser  de  Deus,  um  instrumento,
                de  luz  ,  e  de  encantamento.
                é  não  ter  tempo,  nem  hora,
                é  alegrar  o  irmão  que  sorrí,
               é  partilhar  da  dor  do  irmão   que  chora.

                                    florzinh@
           
florzinha
Enviado por florzinha em 21/11/2005
Código do texto: T74168
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Socorro Teixeira de Castro ( Flozinha)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
florzinha
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
4138 textos (1195108 leituras)
5 e-livros (3402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:00)
florzinha