Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARABÉNS ÓH MEU AMADO! (X)

Sonetos do poeta Malume (Manoel Lúcio de Medeiros)


Que os teus mais lindos sonhos, possas logo desfrutar,
Quem espera em Deus não cansa, tudo pode alcançar!
Só dele vem à vitória, dando-nos vida e perdão!
O que a vida padece, socorro vem da sua mão!

Mesmo que as ondas revoltas, se elevem em alto mar,
Deus estende o seu braço, faz a bonança chegar!
A tempestade se acaba, o barco volta a remar,
E a bandeira da paz, o mastro volta hastear!

Que teu peito como flor, produza o fruto da vida,
Tenha o viço do estame, a energia do inhame,
Que traz pra vida o vigor, e pra saúde a guarida!

Que sejas entre os teus, como uma fonte de energia,
Brilhando como o dia, iluminando a cidade,
Na vida de cada dia, sem importar a idade!

HISTÓRICO: Soneto composto e dedicado ao Dr. João Batista Medeiros, Engenheiro Agrônomo e Advogado, por ocasião da festa do seu aniversário, realizado em Aracajú, Sergipe.
Obs. O Dr. João Batista é irmão do Poeta Malume.

Conheça mais sobre o poeta Malume. Leia sobre o autor.

E-mail: malume495@ibest.com.br


Direitos autorais reservados.





Malume
Enviado por Malume em 26/11/2005
Código do texto: T76726
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16872 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:34)
Malume