Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relógio do sol

Registro fiel as horas em que o sol brilha!
Tanta Luz que da natureza emana me espelha,
que me recuso a somar sombra ao meu templo,
pois meu lume é a felicidade que contemplo!

A humanidade, trem de variados passageiros,
deveria ater-se como eu,às horas brilhantes,
confinando as dores ao vácuo dos paradeiros
longínquos, invisíveis à todas as mentes!

No lar da memória não caberia infelicidade,
se ocupada com acontecimentos agradáveis,
pois quando o poder do criador nos invade,
tamanhos bagaços da vida ficam recusáveis!

Meus ponteiros repelem o bagaço das perdas,
dracasso,ciúme e desalento,todos para fora,
para que não caia eu no buraco das estradas
sem a luz nem sementes vitais à primavera!

Olha as flores no meu interior, que cantam
na hora do sol,  com intenções altaneiras,
aprenda o poder da alegria sem fronteiras,
agradeça porquanto muita paz e amor brotam!

Santos-SP-04/04/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 04/04/2006
Código do texto: T133479
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:34)
Inês Marucci