Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

vamo bota mais fé

Encontrei
antes de avistar
Fui meticuloso
Camuflei meus medos
Bati com a cara em suas fuças
Ignorei os outros
Em volta preto e branco
Em frente colorido

Sei bem que é
só capa o que vejo
Nem me ligo
Posso finalmente imaginar
Um final diferente
Para minha obra
Minha vida
Meu livro
Em qualquer lugar

Todo amor que inventei
É desejo
Inócuo
Placebo
Sem sentido
pedaço de queijo derretido fictício
saboroso aos olhos dos outros
entupindo nossos intestinos
de desgosto

Sou eu mesmo quem apareço aqui
Abro a porta do carona
Entro lento
Tremelento
Derrepentimente me deparo com um ser
Tomando conta de mim
Um espírito incorporado
Resolvendo as coisas no batimento
E o que já foi sofrimento
hoje é só acalento
outra forma
 
Simples
Sem muitas palavras complicadas
Olhos boca línguas
Calor
Logo no primeiro contato

Tenho vontade de dizer que é amor
Carinhos
Sobre aspirinas, cinema e urubus
Senão for este o título
Se perdeu mais um
Todos arquivos que essenciais
Passaram pro segundo plano

Eu moro aqui
Vira a esquerda no pet shop
A direita na loja de móveis usados
Para ali na esquina
Portão verde

Amanhã
Você quem escolhe
Sei que vai ser difícil
Um patuá resolve
Fita vermelha no braço direito
Se benze quatro vezes
Pede a Deus
Que o serviço ta feito
Olho gordo nenhum pode nos prejudicar
Nosso amor é abençoado
Por Jesus e Oxalá
Um culto Ecumênico em nome da verdade
Desde então
Até os dias de hoje
fui agraciado
com doses cavalares
de felicidade.

Marco Cardoso
Enviado por Marco Cardoso em 16/05/2006
Código do texto: T157218
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1601 textos (34631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:36)
Marco Cardoso