Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSE SAMBA

Nadir A D'Onofrio

Cadenciado, no compasso marcado,
Mexe comigo, fazendo-me delirar.
Seja na pista de dança, na avenida,
Ou só p’ra te conquistar...
Mexo, remexo requebro o quadril,
Nesse momento sou tentação.
Venha cá, sambar também!
Sinta a energia, entre na sintonia.
Sê não quiser comigo sambar,
Simplesmente apreciei,
Dizes que sou um violão!
Vais afinar... esse instrumento...
Descendo e subindo a ladeira,
Sambando na ponta do pé.
Olhares atraindo,
Provoco, desejos incontidos.
Só que é no nosso barraco,
Que darei o maior espetáculo...
Ali não quero ninguém, nem mesmo a
Cuíca, pandeiro, cavaquinho.
Dispo-me de tudo,
Entrego-te somente o violão...
Toque-o como determinar,
Seu apaixonado seu coração...

10/05/2005
12:50hs
Santos  / SP
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 17/05/2005
Reeditado em 28/04/2011
Código do texto: T17462

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Santos - São Paulo - Brasil
941 textos (96686 leituras)
145 áudios (12768 audições)
18 e-livros (4283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:24)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor