Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Emoção a verso e prosa

Para  trovar há  muito  o que se sonhar
e fazer dor dentro do choro se aninhar;
excepcionalmente  aquele que sangra
sulca os sentimentos e almas singra!,

Deixando-se levar nas águas marinhas,
ondas bravias lhe abraçam as entranhas,
a pleno batismo agridoce, à âncora solta
assomando água humana sem revolta!

Morrend’um pouco a cada riso soluçado,
vai sonhando; antes do sol sair bem cedo,
todo trovador agracia as próprias perdas,
fonte viva que o faz sulcar vagas estradas

e aprender o adeus distante dos pássaros
que longe  voaram  ao perdido eterno ir,
canções ungindo aos jardins mais caros,
contudo treme o coração sabendo existir!

Apalpando pé a pé o sulco que o sol deixou,
seu rasto cobre o choro duma estrela fugidia,
faz seu leito com  emoção que d’alguém levou,
tem doce pranto silente que sorri e balbucia!

De tanto jornadear rodeando uma nuvem mansa,
dessedentando o destempero com leve'sperança,
seu sonho concretiza quando o nosso fertiliza,
pinta ponte entre céu'terra,ilusões idealiza!

Santos-SP-05/07/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 06/07/2006
Código do texto: T188334
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:08)
Inês Marucci