Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Guris

Como é bonito olhar
na rua o guri...

Toda vez que eu vou convidar
o meu amor para sair,
não me canso de olhar estes guris.

Porque, em vez de em casa ficar,
na rua estão sempre a sorrir,
e mesmo o que chorar não é infeliz.

Correr, jogar, pular
e até brigar ou, então, fugir.
Meu bem me falou
que isto um dia eu já fiz...

Como é lindo a gente imaginar
o pensamento do guri:
não quer se preocupar com o que ouvir.

Correr, jogar, pular,
não vou brincar, mas vou sorrir.
Meu bem me falou
que a nossa alegria tem de vir...

E quando um dia eu ficar
olhando um travesso guri,
não quero nada deste mundo ouvir.


Rio, 21/10/1966
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 27/10/2006
Código do texto: T274666

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:26)