Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERTAÇÃO



De novo a diáfana leveza
o peito arfante aberto à natureza
liberto das grilhetas do amor
o pensamento claro e fluido, fresco
transparente e receptivo
vogando ao sabor da correnteza

Da turvação dos olhos te arranquei
da mente nublada exterminei
tumor libidinoso e perverso
nascido de veneno de flor

Da radiografia imaginada
sobrou agora a foto, frente e verso,
que não valeu o flash de uma hora…
E a moldura, essa, gasta e deformada
de sonho e poesia mascarada
com dedos de indiferença joguei fora!

(In 1ª Antologia Poética do Grupo Ecos da Poesia, ed. Abrali, lançada em S.Paulo-Brasil, em 2 de Abril/2005)
Carmo Vasconcelos
Enviado por Carmo Vasconcelos em 29/06/2005
Código do texto: T29092
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmo Vasconcelos
Lisboa - Lisboa - Portugal
203 textos (15408 leituras)
62 áudios (7662 audições)
15 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:41)
Carmo Vasconcelos