Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TENHO MEDO

(Ah, o medo vai ter tudo, tudo
Penso no que o medo vai ter
E tenho medo,
Que é justamente
O que o medo quer)

    In “Poema pouco original do medo” de Alexandre O’Neil



Tenho medo!
Chamem-me o que quiserem,
Cobarde até!...
Que hei-de fazer?!...
Sou o que sou,
Não há nada a fazer.

Sou medroso!
E daí?!...
Quem não tem medo?...
Não sou diferente de ninguém!...
Aliás,
“Quem tem cu, tem medo”
E nem sequer faço disso segredo,
Nem tal seria capaz…

O nosso Mundo não está
P’ra brincadeiras;
É tudo já
Uma questão de sorte,
Em que viver, está pela hora da morte…
E verdade, verdadinha,
É que o medo
Está tomando posse
Da nossa pobre vidinha.

Apresentem-me alguém,
De tal forma valente
Que nunca tenha sentido
Medo também,
Para eu gritar-lhe - corajosa mente -,
Ao ouvido:
-“ Cobarde e mentiroso de_mente!…
A tua mente,
Mente!
Descarada_Mente!...”

 
HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 16/11/2006
Reeditado em 30/07/2009
Código do texto: T293165
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246219 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:23)
HENRICABILIO