Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Luz

Hoje o poeta canta,
em tremendo júbilo,
pois é em rútilo
de glória que levanta;

Escreve, ora, um soneto
com coração radiante
de luz, e inquietante
de riso, sem lamento;

E de glórias apanhado
pode o poeta, abobalhado,
findar restante terceto?

Que por particípio faz rimado
o soneto que será acabado
nesta linha; assim prometo!
titiao
Enviado por titiao em 21/07/2005
Código do texto: T36450
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
titiao
Chapecó - Santa Catarina - Brasil, 30 anos
27 textos (1701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:01)
titiao