Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha musa

Minha musa inspiradora


Minha musa que deleite
Minha alma conheceres
Para assim me acalentares
De doçuras e prazeres
Que mais eu não soube fazer
Que da vida me enamorar
De quimeras e agitações.

Minha musa inspiradora
Como tu bem me entendes
Nem preciso imaginar
Tomas só a minha mão
E me citas  que escrever
Apenas estás a inspirar
O que depois vou ler
Admirada podes crer
Por tais ousadias
Mas muitas alegrias.

E que agrados me dás
Encontrar no que escrevi
O que na alma senti
E que não soube entender
Tristezas inesperadas
Alegrias exaltadas
E dentro de mim fechadas
Memórias e nostalgias
Felicidades ignoradas
E a busca dentro de mim
Onde cega mergulhava
mas a porta se encerrava
O coração constrangido
E agora tão atrevido
E de liberdade arvorado

Minha musa dedicada
Ansiosamente aguardada
Com jubilo recebida
Pois que tu também tens
A varinha de condão
pois até a porta descerraste
dentro do meu coração?


Dele fizeste então
Tudo o que quiseste
E fiquei na tua mão
E a razão porque escrevo
A devo a ti não a mim.


.
De T, ta
Agosto de 2007


 



 

Tetita
Enviado por Tetita em 24/08/2007
Reeditado em 31/08/2007
Código do texto: T621255

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80777 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:19)
Tetita