Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejo mesmo de mudar

Como é bom poder ler teus versos
manter uma sintonia fina
com teus poemas
aliar nossas rimas
nossos universos paralelos
colocar no prelo novas parcerias
e em pauta uma boa prosa
ociosa e serena
retomar o velho tema
trocar textos/ ouvir um rock
seu toque
bem cedo
contigo improvisar rimas tensas
de fruta de chuva de nuvem e tempestade
viajar na dualidade das palavras
lavar a alma
em paz
começar bem o dia

Como é bom poder atirar flashes
jogar uns confetes por aí
entra em transe
ler o poema-purpurina
vestir-se de carnaval
e fazer umas rimas
de leve
versos sobre versos
daquela poesia faceira
tocar a pele dela como um sopro
mirar o riso
brisa/ chuva para aliviar deserto...
por pra fora o incerto
e navegar
se preciso
sem rumo/ sem prumo/ sem bússola
ou ancorar no porto
fazer amor
sem pressa
deixar o tempo passar
na rede
num balanço de mar

Como é bom poder trocar as cores tensas
por novas estampas
o cinza pelo vermelho vibrante
tudo diverso de ontem...
sinal de mudança
achar saídas
curar feridas
desfazer as tramas
alegrar dramas
cortar os cabelos
lembra do poeta Alceu Valença
e a sua tesoura do desejo
“desejo mesmo de mudar”
encontrar com tempo
conversar ao vento
jeans chinelo e camiseta
pisar no chão/ praia-areia
tirar os arreios dos anseios
aquietar tudo no poema
Raul Los Dias
Enviado por Raul Los Dias em 01/09/2007
Código do texto: T633478

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Los Dias
Argentina
512 textos (77328 leituras)
1 e-livros (183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:12)
Raul Los Dias