Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contrapondo.


Penso no meu amor e fico feliz.
Coisas pequenas: até beijo de nariz.
Olho para trás e me vejo sorrindo.
Tempo que ainda era menino.

Penso no hoje resultado do ontem...
Calor do passado que me abraçou.
Junto com a vida criança.
Dia a dia pesada na balança.

Dispenso o olhar pesado e magoado.
Prometendo vida de arrastado.
Quero como antes – beijar como borboleta.
Ser alegre. Amar e ser amado.

Quero pensar sem lágrimas.
Viver sem algemas.
Viajar pelo vento das paixões.
Sempre quente, mas sem tufões.

Sou pequeno neste grande universo.
Porém me defendo entre os lobos.
E também dos bobos que amam hienas.
Fujo dos hipócritas a duras penas...

Mas tenho um protetor.
Que me avisa quando posso relaxar.
E viver um grande amor...

www.jaederwiler.webpagina.com.br
jaeder wiler
Enviado por jaeder wiler em 09/09/2007
Código do texto: T645541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jaeder wiler
Mantena - Minas Gerais - Brasil
370 textos (17603 leituras)
9 e-livros (8156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 06:20)
jaeder wiler