Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Claraluna mia amiga ti abraçu nesti teu dia, parabéns!- AR/CL

Mutio tempu atráis
Mai nun ta longi não
Qui aqui xegô um rapaiz
I têvi grandi ricepição.

Aqui eli cunheceu
Mutios amigu tombém
I cum elis o matutu cunviveu
Cum êcis amigu qui ôji eli tem.

São amigu quêli nunca viu não!
Mai qui eli fica sempi maginandu
I néça çua constanti maginação
U retratu delis eli vai criandu.

I ancim us tempu foi paçandu
I us amigu sempi rispondendu
Du çeu jeitu tabaréu foi andandu
I nêci má di letra çuas puizia foi fazendu.

Ôji um dêcis amigu faiz neveçáru
Pra ela é um dia mutio ispeciá
Quandu ela naçeu us anjus cantaru
Préça criança quitaqui a nus alegrá.

Ela é u’a peçoa mutio tiligenti
Carioza, ducada  é fenomená
Aprendí a gostá dela mia genti!
Sem ela u recantu nun ta nu ar.

Ela é a musa dus ricantistas
Nun é só du dotô da dô não!
Ela foi feitia para us artistas
Qui sabi fazê puizia i canção.

Ela é a lua qui nu céu bria
Ela é a Clarão qui u lua nus dá
Ela é moradora di Brazia
Ela é qui faiz nóis cuntinuá.

A iscrevê puizia nu recantu
I eu daqui da cidadi di Itanhém
Tô aqui cum mutio incantu
A querê li dá us parabém.

Daqui da minha paioça
Adondi a Claralua mi alumia
Eu péçu procê da mia róça
Qui  Jezuis sempri ti guia.

Parabén minha quirida fulô
Qui infeita nóis nêci jardim
Nêci dia te deseju amô
I qui tenha eli pur todu u fim.

Portantu pra ti mutias filicidadi
Qui Jizuis póça ti da u conçolu
I qui mermu nun tanu ni tua cidadi
Faiz di conta qui saburiei dêci bolu.

Abração amiga Hull cum respeitu
Ti abraçu Ulli cum carin
Ti abraçu Claraluna du meu jeitio
Pois cuntigu nunca mi sintu sozin.

(Claraluna)
Amado poeta, amigo,
Como posso agradecer?
Tua amizade é lenitivo
Que para sempre vou ter.

Hoje estou envelhecendo,
Mesmo assim vou festejar,
Pois de ti estou recebendo
Motivo pra continuar.

Que Deus te pague o carinho
Se é que isto tem preço,
Quero-o sempre vizinho
Se Deus achar que mereço.

Mas esta história de musa
É invenção do Antenor,
Que teimoso se recusa
Que eu devolva esse Louvor.

Vou ficar te esperando,
Presta atenção no que digo,
A cerveja tá esfriando
No Buteco do Rodrigo...

Obrigada, e até dezembro. Com carinhp, Hull
Airam Ribeiro
Enviado por Airam Ribeiro em 27/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T670535
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Airam Ribeiro
Itanhém - Bahia - Brasil, 69 anos
572 textos (39592 leituras)
21 áudios (2313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:16)
Airam Ribeiro