Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CENAS DO RIO...

Certa dama estava em paz,
a um poste, esperando o bonde,
quando se chega um rapaz,
a quem, zangada, responde:

- Deixe-se, moço, de graça!
Insiste o moço: - Onde mora?
- Meu Deus! Que horror! Que desgraça!
Se vem meu marido agora!

E a dama, que o caso teme,
diz-lhe logo, ansiosamente:
- Me deixe!... Moro no Leme!

Me deixe!... Sou Dona Ivete...
Moro à Rua São Vicente...
Me deixe!... No trinta e sete...

NTT.
Bergamota
Enviado por Bergamota em 07/11/2005
Código do texto: T68594
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3806 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:20)
Bergamota