Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas



Poemas

Poemas são sedes, que se acalmam
na fonte da poesia.
Agua pura cristalina.
Escoando, por montes e vales.
Deliciando, quem nela se sacia.
São beijos da alma,
que nos envolvem de alegria.
São versos de momentos.
São as cores do arco-íris.
São mensageiros do amor.
De carinhos e paixões.
São cantarolares de jograis.
Poemas de trovadores.
Cantares de amigos e de amores.
Louvores, relatos de pelejas.
São gritos que sobem aos céus.
São palavras para Deus.
São beijos da criação.
Passadeiras de ilusões.
Rumores, das vagas do mar,
a anunciar calemas.
Ou, as marés a espraiarem,
murmurando com as areias.
São estrelas a brilhar,
que nos querem cativar.
São aves que a gorjearem.
nos inspiram sentimentos.
São alimento da alma.
Sem eles se escondiam.
Esvaeciam seu flama
E poemas, são amarras
que nos prendem o coração.
Cativa, me sinto deles,
não os posso descuidar.
Espero que a maresia,
nunca enferruje as grilhetas,
que me alforriariam, então
deste grande deleite,
que é um amor constante.
Dele não me quero libertar.

De t,ta


Tetita
Enviado por Tetita em 17/10/2007
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T697586

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80778 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 03:47)
Tetita