Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRINCADEIRA DE VERSOS:


Brincadeira de versos

Para escrever o que sinto.
Tempo eu não encontraria
Nem teria papel suficiente
Muito pouco eu escreveria.

Neste seriado de versos.
E de palavras cruzadas
Dando sentidos as letras
Ao serem bem colocadas.

Na alma de um poeta.
Ódio e coisa que não existe.
Apenas o amor é importante
Para afastar as coisas tristes.

Para mim o tempo passou
E ela, me chegou atrasada.
Eu pensava que tinha tudo
Faltava ela, a minha amada.

Beijar teu rosto quisera.
Teus lábios nem pensar
Pois corro um serio risco.
De um dia me apaixonar.

Amar-te bem que eu gostaria.
Pois sou um eterno sonhador
Mas me basta, a tua amizade.
Que vale tanto, quanto o amor.

Se a saudades fosse tão ruim
Como eu poderia lembrar de ti.
Sem saudades, sem lembranças.
Não saberia, o tempo que vivi.

Estes versos, hoje tão simples.
Talvez eles, se tornem eterno.
Pois tenho certeza que um dia.
Tu copiaras, em teu caderno.

Nesta brincadeira de versos
Que escrevi com simplicidade.
Deixei a tristeza, no passado.
No presente, busco felicidade.
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 12/11/2005
Código do texto: T70680
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:06)
Volnei Rijo Braga