Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGUAS PROFUNDAS






As tuas mãos abrem os vales... Os rios,
E me indicam os caminhos afetuosos.
O vento brando do poente submerge
Das tuas águas profundas.
O silêncio fechou-se com a fechadura
Da ausência.
E nesse instante desfizeram-se os livros,
As amizades e a onda do teu mar.
A pluma do tempo segue a claridade dos anos,
E chove sobre a tua árida areia,
E, no entanto a tua voz,
Os teus lábios buscam a luz
E todas as gotas cristalinas,
Todos os rios têm fios de luz no coração do
Teu outono verde.
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 01/11/2007
Código do texto: T718978
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
ALBERTO ARAÚJO
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
3130 textos (157582 leituras)
33 áudios (3188 audições)
35 e-livros (6651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:01)
ALBERTO ARAÚJO

Site do Escritor