Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

En(cantou)





O caminho imperfeito
Eu sigo calada
-por fora, ao menos-.

Por dentro do peito
A canção se repete
desbravando
as
ladeiras

No meu corpo inerte.

E canto tão alto
Que a canção ressoa
Por olhos, ouvidos.
Na pele, na boca.
Usurpando os sentidos
Da tarde cabocla.

Mas, ninguém me ouve.
Se grito calada.
Se o que me cadencia,
É tua batucada,
Que dentro de mim
Acomoda, se espalha.

Tua voz ressoa, menino!
Devasta.
Teu canto no brilho
Do olhar
Fascinou.

Faço-me ouvinte,
Cantante,
d
e
s
g
o
v
e
r
n
a
d
a.

Por dentro deliro
Os meus descaminhos
Tua mão ritmou.

(De tanta voz tua
E tanto gesto teu
E tão meu,
No fim.)

Nossa canção,
Perfeita de gestos
De alguns traços sérios
Roubados por mim

Me en (cantou).



(Jessiely)
Jessiely Soares
Enviado por Jessiely Soares em 01/11/2007
Código do texto: T718982
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jessiely Soares e o link para o site "http://recantodasletras.uol.com.br/autores/jessielysoares"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jessiely Soares
Bananeiras - Paraíba - Brasil, 32 anos
75 textos (2531 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:14)
Jessiely Soares