Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu não suportaria....

Eu não suportaria
A idéia de esquecê-la um dia
De não tê-la mais querida
Nem que fosse como amiga

Eu não suportaria
O esvaecer do descaso
No desfalecer destes laços
A falta de seus singelos abraços

Eu não suportaria
O despertar das ilusões
No fim da estrofe
O ensejo da morte

Se a morte do poeta se dá no fim da poesia
O fim das amizades se dá pela ausência de você, minha querida.

Pois são nas lembranças mais perenes
Que se despertam os sentimentos mais latentes
De amores não vividos
Dos amigos ausentes

E esta ausência, tributo ao léu.
No desalento da criança
Desperta o gosto amargo do fel
No decair da esperança
Deste mundo imperfeito.

Assim, se na imperfeição de minha vida
Fulgurar-me o desejo, intempérie ainda que lasciva.
De vê-la mais uma vez, Akeme querida.
Por favor, não impeças meu pleito.
Creio que não preciso mais repetir
Que você eternamente estará
Do meu lado esquerdo do peito.

Ad majora natus
Alexandre Casimiro
Enviado por Alexandre Casimiro em 11/02/2006
Código do texto: T110372
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Casimiro
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
67 textos (14583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:19)
Alexandre Casimiro