Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GOZADA A NOITE. ( p/ Marina )

Gozada a noite,
Chegou tão de repente
Que eu não senti
O sol cair.
Não vi a lua enamorada,
Beijar a tímida rosa,
Toda formosa,
Cheirosa.

Gozada a tarde,
Foi sem me adeus,
Mas foi de repente,
Que eu não a hora,
De a lua beijar a rosa.

Gozada a tarde,
Eu sou tão ciumento,
Que só por isso por egoísmo
Também beijei a rosa,
A minha rosa,
Que dentre todas as rosas,
Era tão mais tímida,
Tão mais cheirosa,
Tão mais formosa,
Tão mais clamorosa
Tão mais gloriosa,
Tão mais temerosa,
Tão, tão mais rosa,
Que nem sei
Se o que beijei,
Foi mesmo um rosa,
Ou se mil dúzias de rosas,
Ou uma mulher cheirosa,
Ou uma mulher chorona,
Esperando a tarde cair,
E à noite pedir,
Um beijo da lua,
Um só beijo.
E dormir.

(D`Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 17/04/2005
Código do texto: T11726
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20817 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:08)
Sidnei Levy