Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANA CAROLINA S. QUILENGUE  –  NO CORAÇÃO DA ÁFRICA  ( MOÇAMBIQUE )


Minha amiga Ana Carolina Simone,
Estrela radiante de Moçambique,
És da costa oriental da mãe África Austral,
Hoje pisei em Maputo, uma linda capital.

É bom sentir a tua voz em portugues,
Dentre tantas línguas nacionais,
Vou aprender cicopi com rapidez,
Até mesmo ouvir o teu hino nacional.

Bela morena da cor de chocolate,
Pintada por Abdula e Samate,
E ainda ornamentada por Malangatana
Charmosa, és toda atraente.

Ó Carol, ensina-me a falar ciyao!
Ainda quero passar em Cabo Delgado,
Perder-me naquelas belezas naturais,
E depois, vir para o centro de Maputo.

Conhecer a Casa da Sorte,
Esquina da vinte e cinco de setembro,
Com a Avenida Karl Marx,
Observando os estilos de grande porte.

Ó Carol! Serei sempre o teu amigo,
Da morena da mãe África,
Vou me perder neste Clube Naval,
Reluzente com muito astral.

Será sempre uma delícia estar em Maputo,
Almoçando contigo no restaurante,
Apreciando os camarões grelhados,
Da esplanada do “Costa do Sol”, é entusiasmante.

Não vejo as horas e nem o tempo,
Quero me perder nas tuas províncias,
E passear em todos os distritos,
Levando minhas poesias,
Dedicada ao meu povo africano.

Carol, moçambiquina varonil,
Conheça também o meu Brasil,
Navegue www.numaboafm.com.ar,
É tão grande e gigantesco,
E todo o seu povo também é gentil.

Vou ler toda a tua história,
No Centro Cultural-Franco Moçambicano,
Lá na Avenida Samora Machel,
Lendo Mia Couto e José Craveirinha.

Ontem, estive com amigos da União Européia,
Agora, sinto-me em casa,
Na mesma língua e traços,
Que elevaram a minha cultura.

Quero banhar nas praias de Bilena e Xai-Xai,
Ver o mundo encantado de Maputo,
Coração da África é Moçambique,
Do artesanato com variáveis gastronomias,
Mercado de Rua com muito pique.

Adorável Hotel Avenida com ótima estadia,
Moçambique é uma chama de amor ardente,
Luzindo com suas belezas é deslumbrante.

Minha inolvidável amiga Carol!
Ainda quero chegar à cidade da Beira,
Comer camarão e muitas lagostas,
Vou pensar que estou no Maranhão.

Poetando na Ilha de Moçambique,
Com a minha amiga Carolina,
É lá o simbolismo da magia, o forte.



ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 29/03/2006
Reeditado em 07/10/2011
Código do texto: T130761
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055564 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:02)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor