Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É de madrugada

Ninguém se lembrou
que fazias anos
porque não lembraste
ninguém
porque

É de madrugada

Ninguém se lembra
quanto és bela
porque esqueceste
de adiar o tempo
porque

É de madrugada

Ninguém se lembra
como és amiga
porque telefonas
demasiadas
poucas vezes
porque

É de madrugada

Ninguém ousou
ver
a profundidade
do teu olhar
porque esqueceste de
abrir os olhos
porque




É de madrugada

Ninguém se recorda
da sabedoria
das tuas palavras
porque te escasseia
a voz
porque

É de madrugada

Ninguém se lembra
da alegria do teu sorriso
porque o mutismo
comeu-te o rosto
porque

É de madrugada

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 07/04/2006
Código do texto: T135167

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:23)
Miguel Patrício Gomes