Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dias de juventude - 70´

Meu bom amigo, que alegria vê-lo assim, bem disposto
Diante de tantas amarguras que a vida pôde nos dar!
Meu bom amigo, que satisfação encontrá-lo
Senti tua ausência, lembrando de teu sorriso escancarado
de nossa juventude desvairada e sonhadora
Depois de uns goles de cuba-livre
de nossas vozes mal ensaiadas cantando Bee Gees
E de nossos embalos de  Rock´n Roll
do inocente cigarro de ponteira branca
Do manifesto irreverente: "Vamos consertar o mundo!"
Sem medo de viver, sem medo de ficar ou de partir
Sem medo de ser feliz , sem medo de chorar
Sem medo até de sofrer
Só nos restava sonhar, sorrir, aventurar na vida
Abraçar o violão e cantar nossas "autorias"
E quanto riso!!!
Ah, meu bom amigo, que tempo dourado aquele que vivemos
Que loucuras fizemos em nome de nossos dias dos dezessete
De nossa juventude avistando um "futuro próspero"
"...vocês são o futuro do... ", "...o Brasil é nosso!!" Lembra-se disso????
Essa foi a melhor anedota, não foi mesmo???
Sabíamos que não era bem assim, que  não viria, que não éramos...
De fato, sabemos, o futuro não existia naquele momento...
Passamos pelo tempo presente sem perceber
Só vivemos o presente, único momento certo,e,
aquilo que vamos adiando, insistimos chamar FUTURO!!
Amanhã talvez, amanhã se puder... amanhã eu vou, amanhã eu te ligo...
E o que recordamos, chamamos, lamentosamente PASSADO, é só lembrança
Aquele tempo de nossa juventuide não existe mais! Se foi
Juntamente com nossos sonhos ...
Persistiram nossas alegrias, nossas fantasias, e Nós?
E, hoje, meu bom amigo, que delícia vê-lo assim:
Alegre, feliz desde ontem, apesar de tudo, dos enganos
das rugas na face eos cabelos embranquecidos
Dos quilinhos a mais e da dores nas costas, de um corpo quase cansado
De nossa "rica experiência de vida", VIVA!!!
Guardemos pois nossas lembranças jovens
mais nada temos então, na memória do nosso riso escancarado
A risada solta no ar de nossos dias ensolarados
E, o fato é que somos teimosos, meu amigo , meu irmão
Ainda estamos aqui...
Tocando violão, rindo, compondo,
Desvairanças!!!!
NENINHA ROCHA
Enviado por NENINHA ROCHA em 03/05/2006
Reeditado em 04/05/2006
Código do texto: T149760
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NENINHA ROCHA
Guarapuava - Paraná - Brasil, 56 anos
310 textos (10916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:33)
NENINHA ROCHA