Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FLOR E O VENTO

À Sónia Neves, Princesa borboleta
A FLOR E O VENTO

Havia, há muito, muito tempo
Tempo nenhum
Tempo real
No país dos pensamentos
Uma bela flor
Que a nada nem a ninguém fazia mal
Frágil por fora
Estava ao sabor dos elementos
Que levavam o seu perfume
Para todo o lado
Deixando qualquer ser
Encantado
Com o seu canto lindo
Aroma sem igual
Amava o sol, as estrelas
Toda
A inocente natureza
Mas esta abanava-a
Fazia cair as suas pétalas
Que lá iam crescendo
Mas também eram razão
Do seu tormento
E os bichos e as pessoas
Que não a compreendiam
Ou queriam compreender
Riam-se da beleza
Que pensavam ela estar a perder
Ignorando que esta se regenerava
Ignorando
Que ela de facto nem se importava
Porque, por debaixo da terra
Ela possuía poderosas raízes
Mais fortes do que a das árvores
Que lhe tiravam o sol
Pensando na sua grandeza vã serem felizes
Esquecendo-se que Ela estava ali
Antes delas
E assim iria continuar
Enquanto
A lua e o sol
Continuassem a brilhar
E o solo guardasse o que ela era
E o vento soprasse a sua herança
Pura mensagem de amor
Imensa mensagem de esperança
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 04/05/2006
Código do texto: T150058

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170321 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:40)
Miguel Patrício Gomes