Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAÇOS

À S. cujo amor e amizade se fundem num sentimento belo, belo, belo

                              LAÇOS

Que laços
Estamos a criar
Que sinto
O teu Deus
(e o meu?)
Está
A abençoar

Um carinho
Vindo do meu fundo
Se funde
Com um amor
Vindo do meu nada
Tu para mim és tudo
És do vento divino
Uma suave e portentosa lufada

Porque
Quando te sinto
Sinto-me em paz
E por isso
Há sempre um poema
Que me trás
Por cá

Porque
Quando penso em ti
Penso nas estrelas
Porque em qualquer condição
Tu sabes que para mim
És a mais bela

Porque a tua voz
O exterior
E as profundezas da tua alma
São algo
Que profundamente me acalma

Porque quando encostas
O teu ombro a mim
E procuras consolo
Eu sinto-me um gigante
No poderoso aforismo
Que depois de ti
Nada será como dantes

Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 13/07/2006
Código do texto: T193133

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:14)
Miguel Patrício Gomes