Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sangue de amigo

Despertar de domingo...
a relva suada e gélida
pés descalços deslizando
passos lentos ameaçadores
a vida foge pequena  de medo
os anjos entoam nas copas.

Súbito, um estampido...
as folhas ganham vida
o verde dá lugar ao rubro
um baque surdo...
silêncio...
o olhar perdido no vázio

passos fugidios...gritos...
passos e outros passos
rumores...dúvidas...
sirenes...homens garbosos
armas em riste...olhares prescrutam...

De repente...disperto...
sinto a dor nos olhares
abaixo-me sobre o corpo inerte
grama gélida...massa quente...
susto...assombro...incertezas...

ouço a gargalhada amiga...
o tilintar de copos...o adeus
a porta do carro abrindo...
risos...adeus...e...
súbito, um estampido...
grito... dor...lágrimas...
incertezas...adeus...

como se fosse possível
acabar tudo em um adeus
as imagens...os sons...
você...saudades...
Fernando Rocha
Enviado por Fernando Rocha em 01/08/2006
Reeditado em 22/08/2006
Código do texto: T207179
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Rocha
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 47 anos
43 textos (25633 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:41)