Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

* NÃO VÁS POR AÍ, Meu Amigo! *

Escrevi este poema, para Ti, mais do que em dor em suprema preocupação, porque Meu Amigo sinto que estás a perder a razão. E mesmo magoada e sofrida escrevi-o porque algumas coisas são assim a própria razão desconhece como um dia me disseste a mim.Lidar com a indiferença é dificil, mas estou a tornar pouco a pouco perita e com força e coragem encontrarei uma saída. 'Não vás por aí' é um poema de Luz para Ti que andas à demasiado tempo nas trevas. Se não é com Amor que se curam feridas,se nem a Amizade consola a tua agonia, então, eu não vou por aí e deixo aqui a minha pegada, esperando que quem sabe um dia passes por aqui...

Porque o pouco que tens
Estás a perder
Não vás por aí
Fica antes aqui
Antes que fiques sem nada

Porque não o digo como amiga
Nem como pseudo namorada
È uma força divina que me pede
Para te dizer que não vás por aí
Que eu fico preocupada

Porque escrevo estes versos
Pelas mãos de outro alguém
E por isso te peço
Não vás por aí
A saída é recuares até à entrada

Porque no fundo encaro
Esta escrita como uma missão
Alguém me escolheu
Sem eu saber a razão
Para te dizer que esse caminho Não

Talvez não entendas
Eu também não
Mas rezo por ti
Para que não vás por aí
Anseio pela tua absolvição

E mesmo sem saber porquê
Nem qual a razão
Existe alguma coisa ou alguém
Que me diz para te dizer
Não vás por aí
O teu destino não termina assim

Não sei qual o meu papel
Talvez seja tão simplesmente mostrar-te
Que existe outro percurso
Que não precisas de ir por aí
Esse terreno é minado

Talvez seja para te abrir os olhos
Que ainda vou estando por aqui
Alguém lá no céu
Fez de mim uma serva para te dizer
Não vás por aí
Sonya
Enviado por Sonya em 10/08/2006
Código do texto: T213171
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:06)
Sonya