Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O POETA VOLTOU A SORRIR

A ti, a minha mais adorada borboleta, flor princesa imensa, mais profundo amor, maior Amiga, que hoje me voltou a dar um belo sentido à vida, que por isso lhe estarei eternamente grato
                  O POETA VOLTOU A SORRIR

Por que hoje
Um pedacinho
Enorme
Do denso céu que me cobre
Tu me ajudas-te a abrir

O poeta voltou a sorrir

Porque me indicas-te
Uma parte
Da estrada que não via
Para onde ir

O poeta voltou a sorrir

Porque de repente
Por ti
Fui ao fundo
Da parte bela
Do meu Universo
E de lá te trouxe
A essência das estrelas
E mais este verso

O poeta voltou a sorrir

Porque não te perdi
Nos horrendos
Corredores do tempo
Porque num instante
Borboletas
E anjos
Me voltaram a rodear
Dados
Pela mais Divina das Rainhas
Que tive
O privilégio
De encontrar
Porque
A vida
Teve de novo sentido
Porque voltei a acreditar
Nas coisas lindas
Porque soube
Que de alguma maneira
Estás comigo

O poeta voltou a sorrir
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 10/09/2006
Reeditado em 10/09/2006
Código do texto: T236741

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5078 textos (170357 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:06)
Miguel Patrício Gomes