Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÀS VEZES (um poema diferente, ou talvez não…)

Doce borboleta: mais palavras para ti…É engraçado, por vezes estou cansado e quero descansar, preciso, mas nessas alturas sinto que há sempre uma palavra que nunca te disse, há sempre algo que me faz e vai fazer escrever para ti na incógnita do tempo
                             ÀS VEZES
                (um poema diferente, ou talvez não…)

Apetece-me escrever
Como costumo respirar
Muito depressa
Mas
Às vezes
Demasiado devagar
Às vezes
Sinto
Todo o peso do mundo
Mas também
Às vezes
A eternidade
Parece
Durar um segundo
Porque
Às vezes
Sorrio
Como contigo aprendi a fazê-lo
Embora
A maior parte das vezes
Não chegue bem a percebe-lo
Quando
Às vezes
Uma borboleta tua
Penetrou
E fez parte do meu mundo
Algo de belo em mim
Aconteceu
Algo de profundo
Na lógica
De
Às vezes
Sentir
Realmente
Que a tua magia é eterna
Pois
Muitas imensas vezes
Te mando um beijo, um carinho, um afecto
Silencioso para onde estás
Para ti
Pessoa querida
Pessoa terna
Que parte desse mundo
De facto faz

Milhões de vezes
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 24/09/2006
Código do texto: T248351

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:15)
Miguel Patrício Gomes