Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CERTOS DIAS COMO ESTES

Poema ainda baseado num duma certa Borboleta cujo encanto ainda se prolonga na minha poesia
                 CERTOS DIAS COMO ESTES

Parecem-me cinzentos
E por isso
Pego na paleta
Da minha imaginação
E pinto a cor dos céus
Da cor
Da minha imensidão
Pois

Certos dias como estes

Parecem não ter nada
Engraçado
Mas…
Basta uma palavra
Uma ideia
Para tudo parecer
Menos enublados

Certos dias como estes

Ando o destino
Do mundo
A indagar
Mas o peso
É tão grande
Que tenho
Que descansar
Em

Certos dias como estes

Deixo os meus mundos
À espera
De melhores ficções
Abordo a poesia
E dedico-me a ela
Pois nela
Sinto
Que não há prisões

Certos dias como estes

Escrevo
Não sobre o amor
Mas sobre a amizade
Pois o coração
Aperta-me
Falta-me o ar
Da interioridade
Pois com amigos
E amigas
Laços estabeleço
Da cor da eternidade
E não querendo
Que eles se diluem
Saem de mim
Palavras
Doces
Para vocês
Minhas amigas
Meus amigos
Porque
Acima de tudo
Eu queria…
Que mesmo à distância
Ficassem comigo…
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 03/10/2006
Código do texto: T255075

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:39)
Miguel Patrício Gomes