Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JARDIM ENCANTADO

À tua doce e imensa Poesia grandiosa Borboleta
                   JARDIM ENCANTADO

Nele as palavras
São Rainhas
Imperatrizes
Como eu não vi
Em lado nenhum
Pois nessas doces palavras

Estás tu
Nesse

Jardim Encantado

Por detrás dessas palavras, Borboleta
Com a força
De um magma
Existencial
E de infinitos
E belos sentidos
Lá estás tu
A polinizar
Essas flores
A livrá-las
Da praga da verborreia inútil
Seu maior perigo
No

Jardim Encantado

A água é pura
Como pura
É a tua escrita
Sendo que nos lagos
Desse Horto
Estamos sempre a ver
O reflexo
Da tua cara bonita
Porque no

Jardim Encantado

Sublime jardineira
Podas o excedentário
Só deixando
As pétalas
E as flores
Do extraordinário
No

Jardim Encantado

Tu não estás
Em lado nenhum
Mas ao mesmo tempo
Estás
Em todo o lado
Sendo que ainda viverás
Uma eternidade
Mas esse Jardim belíssimo
É o teu legado
Da pessoa que és
E que teimas em não ver
Duma pessoa Enorme
Que tem
Uma enorme e poderosa
Força de Querer
Ser o que desejares
E por isso
Por muitas voltas
Que deres
Lá irás dar
A esse
Lugar duma beleza Impar
E pelo qual
Estou
(Pela seu portento impar
Querida amiga)
Definitivamente
Abismado
Esse lugar
Que só consta no mapa
De quem te estima
Ou de quem te lê
O teu maravilhoso

Jardim Encantado

Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 13/10/2006
Código do texto: T263343

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5079 textos (170384 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:39)
Miguel Patrício Gomes