Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O LIVRO DAS MIL E UMA BORBOLETAS

A Ti, doce Borboletita, porque me ensinaste a beleza e a magia delas
Crónicas dos tempos que hão-de vir
               O LIVRO DAS MIL E UMA BORBOLETAS

Porque elas
De certa maneira
Enlevam a minha alma de poeta


O livro das mil e uma borboletas

Porque
Sinto
Que a minha essência
Se completa
Lendo e folheando

O livro das mil e uma borboletas

Mil suspiros
Incontáveis sensações
Paisagens que vejo
Ou hei-de ver um dia
Num mar multicor de
Saudáveis e palpáveis ilusões
Escritas n’

O livro das mil e uma borboletas

Histórias de encantar
Contadas no teu Jardim Encantado
Perfumes sublimes
Anjo reencontrado
Nesse

 Livro das mil e uma borboletas

Que quando aberto
Dele sai o som
Dum coro celestial
Dessas borboletas
Vozes únicas
Que têm um quê
Enigmático
Um quê
Magistral

O livro das mil e uma borboletas

Há lições
Que sinto
Ter de aprender
Na doce amizade
Teia magnífica
Que contigo estou a tecer
Formando assim uma espécie
De mapa de vida
Onde um brilhozinho entre sardas
A isso convida
Polvilhado pela magia
Que os teus anjos
Ajudam a escrever
Guiando a tua mão
Para os caminhos
Que estás a empreender
Porque
Tem o sortilégio
E o fascínio
De mil e um planetas
Que embora não pareçam
Também estão lá
No teu

O livro das mil e uma borboletas



Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 18/10/2006
Código do texto: T267525

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:00)
Miguel Patrício Gomes