Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Já vai...


Sugiro milagres, mas que desaparecem.
Prefiro milhares, mas que escurecem.
Todas as estrelas padecem
Mas se dois sóis viessem

Meu mundo arderia em chamas
Seria o inferno que tu clamas
Não digo que me amas
Mas plantou uma parreira
Mas nasceu com uma barreira

O pensar ficou calado
Extasiado e parado!

Enquanto os sóis batiam
O caminho era um só talvez
Mas aqueles que partiram
Foram com a mudez
Da dor daqueles que sentiram
Pois tiveram a incensatez
De um corpo que cai
De uma alma que se distrai
De um universo que os atrai

Vai, no âmbito da eternidade.
Vai, no séqüito da verdade.
Vai, faz curva da crueldade.
Vai, mas não careça de vontade.
Vai, estarei aqui à tarde.
Mas fica...
Explica.
Indo, vai para sempre?
Indo, vai descobrir?
Indo, vai desviar da mente?
Indo, te ajudo a partir?
Indo, te espero quente?
Mas... vai?
Isso... te atrai?
Gustavo Luiz Martins Oliveira
Enviado por Gustavo Luiz Martins Oliveira em 26/10/2006
Código do texto: T274421
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Luiz Martins Oliveira
Santo Antônio do Monte - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
132 textos (3758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:42)
Gustavo Luiz Martins Oliveira