Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENINHA

SÁBADO NOITE FRIA
O POETA EM BUSCA DE LUZ
CHEGOU E BATEU NO LAR DO COLEGA DE INFÂNCIA
HUMILDEMENTE PEDINDO AJUDA PARA REALIZAR SEUS SONHOS
SONHOS DE TODOS NÓS HOMENS
OS SONHOS DOS POETAS
PARA FAZER SUAS POESIAS AOS DOMINGOS
FUI RECEBIDO COM UM SORRISO ABERTO E FRANCO
DOS HOMENS QUE POSSUEM TERNURA E AMOR NO CORAÇÃO
POR TER UMA FAMILIA ,FILHOS,ESPOSA E IRMÃOS
QUE VIVEM EM UNIÃO
EM SUA SALA UM TIÇÃO QUEIMAVA NA LAREIRA
PARA AQUECER O SEU LAR
DA NOITE FRIA LÁ FORA DOS QUE VIVEM
DAS ILUSÕES
DOS ÓDIOS
DAS TRISTEZAS
DAS AMARGURAS
ELE NO SEU NOTEBOOK VIAJAVA E DELIVARA AS SUAS NOVAS
DESCOBERTAS DO MUNDO LÁ FORA
VIOLENTO
SANGRENTO
GUERRILHEIRO
E CIUMENTO
POR ALGUÉM VÊ-LO SUBIR OS DEGRAUS
DA ALEGRIA
DO SUCESSO
DO AMOR
SEM SUBIR A SUA CABEÇA
SEM DEIXAR RANCOR
VIVE COM A SUA ESPOSA
DANDO EXEMPLO DO AMOR
VALEU
AH! COMO SE VALEU PENINHA
VALEU ATÉ ESSA POESIA QUE EU FAÇO AGORA
POR SABER TAMBÉM AGRADECER
POR VOCÊ MERECER
Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 26/06/2005
Reeditado em 06/09/2005
Código do texto: T28004
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:25)
Milton Nunes Fillho