Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRINCESA RAINHA ANJO BORBOLETA

             A Ti, como não poderia deixar de ser
               PRINCESA RAINHA ANJO BORBOLETA

Porque tenho anjos que me guiam
No meu peculiar percurso
E sinto
Que também são os Teus
Que me impedem de cair
Que me indicam uma suave luz
Para onde tenho que ir

Que me estás sempre
A encantar
Mesmo quando não te vejo
Sinto
O teu doce voar

Em mil beijos
Mil ternuras
Porque há quem diga
Que a amizade
É a forma mais pura de amor
E eu sinto em mim
Esse sagrado fervor

Em poemas
Que escreves
Com ternura
E onde o belo
Perdura
Hó céus, como perdura!

Tu não és
Uma borboleta sem flor
Porque
Elas são
Quem te ama
Quem está
Em teu redor

Porque
Não deixas-te de sentir
Estás apenas novamente numa crisálida
Onde algo de muito belo
Irá sair

E eu sei
Porque observo
As tuas figuras de estilo
E incontáveis imagens
Com que enches
As tuas viagens
Cada vez
Que pensas
Ou que rediges
Mais uma obra
Espelho enorme da tua imensa alma
Que a minha
Tímida
Mas docemente adora
Que está aqui
Como poderia
Estar ai
Que estou contigo
Mesmo quando não sentes
Tens
A teu lado
Este fiel
E eterno amigo
Porque sinto
Que fazes parte
Do meu privado planeta
E dou graças aos céus por existires

Princesa Rainha Anjo Borboleta

Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 07/11/2006
Reeditado em 08/11/2006
Código do texto: T284880

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5079 textos (170384 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:54)
Miguel Patrício Gomes